como ter uma carreira

Você tem uma carreira?

Nos processos de coaching que realizo, recebo muitos profissionais em busca do desenho ideal do plano de carreira. Considero isso uma atitude muito séria e importante. Saber para onde vai e planejar os passos para isso. Acredito também que existe um conhecimento prévio ao plano de carreira: saber se você tem uma carreira!

Te convido a uma reflexão rápida e ao mesmo tempo profunda sobre isso. A diferença entre ocupação, emprego, carreira e vocação.Quero compartilhar aqui as colocações de Ed Rene em uma palestra que ministrou há alguns anos no Instituto Haggai sobre o sentido de cada uma dessas palavras na vida profissional.

Ele começa falando sobre ocupação. Na visão dele, a pessoa tem uma ocupação quando realiza um trabalho para obter dinheiro e sobreviver, pois não encontra oportunidade de trabalhar na sua área de conhecimento. Por exemplo: um engenheiro que não consegue colocação no mercado de trabalho na área de engenharia. Suas reservas financeiras estão acabando e ele precisa sustentar a família. Um amigo oferece a ele uma oportunidade de trabalho na área administrativa de sua pequena empresa e ele aceita. Passa um tempo e outro amigo oferece a ele uma quantia para ajudar vender seus produtos onde ele ganharia R$800,00 a mais. Como ele precisa e está focado no sustento, ele aceita.

Quando a pessoa tem um emprego, ela atua na sua área de conhecimento e realiza bem suas atividades, contudo sua paixão está em outra coisa, fora do que faz no seu horário de trabalho. Um exemplo: um profissional formado em administração com pós graduação em finanças que trabalha na área financeira de uma empresa. Ele entende do que faz e executa seu trabalho muito bem. Contudo, quando sai do trabalho ocupa suas horas de atenção para sua grande alegria: trabalhar com crianças em uma ONG. Seus melhores pensamentos estão dedicados para algo que está fora da sua área de atuação.

No dicionário, a palavra carreira tem vários significados além de “profissão ou percurso profissional”. Um deles me chamou a atenção e fez muito sentido: “caminho estreito, geralmente em terrenos plantados”. Para Ed Rene e também para mim, ter uma carreira envolve tanto ter o conhecimento e as habilidades para desempenhar uma atividade quanto ter alinhados seus talentos e paixões com o que faz. A pessoa que tem uma carreira não tem que trabalhar. Ela tem no desempenho de seu trabalho um grande prazer e realização e tudo que busca e pesquisa fora do seu horário de atuação tem relação direta ou indireta com sua atividade profissional. Um dentista que tem uma carreira (gosto desse exemplo, pois tenho um assim em casa!), acorda feliz e disposto para atender seus pacientes. Ele não vê seu dia passar e quando você o vê pesquisando algo na internet e sorrindo… Não! Ele não está vendo vídeos engraçados. Ele está planejando a apresentação que fará para seu paciente no dia seguinte! Ele tem brilho nos olhos! O executar de sua atividade envolve suas maiores paixões.

Exercer uma vocação, por sua vez, é enxergar em sua carreira um significado sistêmico, amplo… Ver em seu exercício profissional a resposta a um chamado e a uma missão de vida. A relação de tudo isso com seu legado.

Uma pesquisa recente apontou que somente 30% dos brasileiros amam o que fazem e, assim, tem uma carreira. E você, tem?

No Comments

Post A Comment